Gelson e Carmem são os candidatos com mais bens nas eleições suplementares

0
1328

Eduarda Fernandes

Em Primavera do Leste, o total de bens declarados pelos candidatos à prefeitura não apresenta grandes diferenças. Carmem Betti (PSC) declarou R$ 488 mil, enquanto Leonardo Bortolin (PMDB) listou bens que somam R$ 432,2 mil.  Já em Mirassol D’Oeste, o candidato mais abastado é Gelson Miranda (PT), com R$ 565 mil em bens, enquanto Marcel de Sá (PTB) segue em último com R$ 16,9 mil.

Mario Okamura

QUADRO ELEI��ES SUPLEMENTARES

Confira, acima, o valor total do patrimônio declarado pelos candidatos na disputa às eleições deste domingo

Na lista de bens declarados por Carmem aparece um sobrado com 248,8 m², localizado no centro do município, cujo valor é R$ 450 mil. Além disso, ela listou dois veículos ano 2012 e 2007, avaliados em R$ 26 mil e R$ 12 mil, respectivamente.

Bortolin, por sua vez, possui vários depósitos de pequenas quantias em várias contas bancárias, sendo o bem de maior valor uma casa localizada no Jardim Riva, adquirida através de financiamento habitacional Caixa Econômica Federal, ao custo de R$ 180 mil. Ele também é dono de um veículo Toyota Corolla, Ano 2014/2015, orçado em R$ 82 mil e detém 25 mil quotas de capital na empresa Fava & Bortolin Ltda, ao valor R$ 25 mil.

Mateus Viana, filho de Zeca Viana, chegou a registrar candidatura com bens de R$ 6,4 milhões mas desistiu de pleito.

Mirassol

A disputa em Mirassol conta com cinco candidatos. Gelson Miranda (PT) é o candidato com o maior volume de bens declarados. São R$ 565 mil, resultado da soma de um terreno rural avaliado em R$ 400 mil, um rancho de R$ 50 mil, 60 cabeças de gado estimadas em R$ 65 mil, dois veículos orçados em 46 mil e uma motocicleta.

Em seguida vem André Gimenes (DEM) com R$ 430 mil, oriundos de uma casa no bairro Jardim das Oliveiras, em Mirassol, ao valor de R$ 400 mil e o restante em espécie. Edvaldo Paiva (PSD) declarou R$ 276,6 mil, sendo uma casa de R$ 150 mil, localizada no bairro Jardim Planalto, uma fazenda por R$ 40 mil, um lote e uma área por R$ 30 mil e 36 mil, e R$ 20 mil em espécie.

Na sequência, Euclides Paixão (PP) declarou R$ 87,4 mil. Entre os bens declarados estão duas casasa avaliadas em R$ 25 mil e R$ 20 mil, além de um veículo no valor de R$ 27 mil e várias quantias em contas bancárias.

O candidato com menor patrimônio é Marcel de Sá (PTB), com R$ 16,9 mil. Ele declarou uma conta corrente com saldo de R$ 1,9 mil e 50% de quotas da empresa Imobiliária e Construtora Sá Pereira Ltda, de R$ 15 mil.

Para conferir a íntegra dos bens declarados pelos candidatos de Mirassol e Primavera, basta acessar os links, clicar no nome do candidato e, em seguida, em lista de bens.

Eleições suplementares

Os eleitores de Primavera e Mirassol vão às urnas neste domingo (19) para escolher o prefeito e o vice-prefeito, que comandarão o Executivo das respectivas cidades até o final de 2020. A renovação das eleições ocorrerá porque os candidatos que obtiveram a maioria dos votos no pleito de 2016 tiveram mandatos cassados pela Justiça Eleitoral. A votação acontecerá entre 8h e 17h. As eleições suplementares das duas cidades custarão R$ 196,2 mil para a Justiça Eleitoral.

Fonte:  RD NEWS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here